Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


Eu queria ser muito mais do que sou.

Sempre fui muito medrosa, muito certinha.

Na escola sempre fui boa aluna, meio CDF, quieta, boas notas. E morria de medo de cachorro.

Não sei se isso é de educação ou caráter.

Fui me descobrindo aos poucos.

Queria quebrar mais tabus, encher mais a cara, ser menos política.

Queria ir mais a fundo nas coisas.

Viajei o mundo, trabalhei na TV, no rádio, namorei, não casei, gravei 2 discos.

Mas não, ainda não cheguei onde quero chegar. Nem perto. Tenho essa sensação. Em todos os sentidos. Acho que estou melhorando. Aprendi a falar não sem medo. A encarar a solidão na boa. A gostar dela até.

Queria ser mais inconseqüente, ter menos medo. A ir até o fim quando me propuser a fazer alguma coisa. Estou orgulhosa porque voltei a estudar violão. Comprei um novo, lindo, preto, elétrico. Arrumei um professor, tive a primeira aula. Estudei para a próxima, e estou ansiosa para mostrar ao professor como evoluí. Parece coisa de criança... Perdi a preguiça de fazer pestana e vou começar a tocar nos shows além de cantar.

A gente fala durante tanto tempo que quer fazer alguma coisa, mudar algo, e não faz nada. Fica ali... O tempo passando e nada.

Sabe há quanto tempo falo que quero voltar pro violão? Bastante...

É impressionante como pequenas coisas podem significar tanto. É meio simbólico isso. Essa volta ao que não foi concluído.

A outra coisa que eu quero aprender é “krav magá”, a técnica de defesa pessoal do exército israelense. Já entrei no site, achei um lugar perto de casa, perguntei se posso assistir a uma aula, falaram que sim e... nada. Não fui até hoje. Há sempre um motivo para o embaço. A preguiça, o medo do novo, sei lá.

É tão bom quando a gente consegue vencer isso. Tenho quebrado essa barreira com pessoas também. Enjoei dos amigos de sempre e fui em busca do novo. Tenho tido tantas surpresas, conhecido tanta gente legal. Porque se deixar, não saio de casa, fico lendo, vendo filme, escrevendo. No cômodo, no certo, no quente.

Tô perdendo a preguiça de me encantar de novo pelas pessoas, de me apaixonar e quebrar a cara, me decepcionar, ter vontade do novo.

Perdendo o medo da ressaca, o medo de ir embora, da dor de garganta no dia seguinte, de dizer que quero, de dizer que não quero, dos meus pais descobrirem, de tirar zero na prova, de levar bronca do professor, sabe?

Têm umas coisas que estão tão enraizadas, que precisamos ir lá no fundo buscá-las pra resolver. E podermos nos libertar.

Afinal de contas, o que é viver?

Aliás, sabe como eu perdi o medo de cachorro? Tive um.

Um não, dois. Primeiro um cocker spaniel, o “Scooby Doo” e depois uma pit bull, a “Aloha”.

Bjs, boa semana!!

Parece o Scooby...

E a Aloha

E o violão (novo)...



Escrito por Dani Mel às 19h04
[ ] [ envie esta mensagem ]