Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


Queridos leitores deste blog,
A india e alucinante. Minha chegada aqui e que foi um pouco tumultuada.
Depois de uns 3 dias vc aprende como lidar com gente que gruda em vc e nao sai nunca mais.
Agora, ja adaptada, estou curtindo cada segundo, cada momento, cada lugar.
Tudo muito diferente, colorido, sujo, interessante. Muita gente, muitas vacas, um transito alucinante, mil vezes pior do que o de Sao Paulo, todo mundo buzinando, gritando, se atropelando. E as vacas la no meio, bicicletas, muita zona.
Viajar e sempre incrivel, as vezes a gente passa por coisas inacreditaveis, que nos fazem aprender na marra. Segue email que mandei para meus melhores amigos, assim que cheguei...
 
 
"Queridos,
Ontem chorei de angustia, desespero.
Hoje, de felicidade, alivio, alegria por estar bem e livre.
Entrei numa roubada gigantesca, pra variar, assim que cheguei na India.
Eu queria vir para uma ruazinha chamada Main Bazar, perto da estacao de
trem e o motorista do taxi, que disse que sabia onde era, me largou num
escritorio de turismo meia boca as 6 da manha. Liguei para o hotel que eu
tinha reservado e eles me falaram que estava lotado, foda-se a reserva.
Como assim? That`s the indian way of life...
Fiquei tao nervosa, triste, pais estranho, eu sem dormir, com o fuso
atrasado, enfim, que o cara do escritorio quis ser "meu amigo" e me ajudar.
Ta bom. Ai que tudo comecou. O cara colou em mim. Me arrumou um hotel sujo,
escuro, cheio de gente estranha. Falou que ia me levar para almocar e so me
trouxe de volta a 1 da manha. Com direito a uma "passadinha" na casa dele
que durou umas 5 horas. Tao surreal, nao parava de chegar gente, pai, mae,
tios, irmaos, bebe, servicais, avos, todo mundo sentado no chao, comendo
muuito com as maos, ate eu fiquei meio chocada. Arroz, frango e batatas com as maos. Muuito ECA!! Eu falava que queria ir embora, que estava cansada, e ele "a gente ja vai" e nao ia. Deitava no colo da avo, no chao, no meio dos tapetes..
Muuuito mais enrolado do que eu.
Eu ainda tive que jantar ali, para nao
fazer feio, mas jantei com garfo. Foi muuuito surreal, quase legal. Nao tao
legal porque eu viajei para ca para ser livre, e nao conseguia sair daquela
situacao. Cada vez que eu pedia para ele me trazer de volta, ele falava que
precisava passar num lugar.
So fui chegar no hotel a 1 da manha, com direito ao cara tentar me agarrar
e beijar a forca. Com o tal papinho " vc nao acha que a gente se conhece de outras vidas?" Eu mereco... Ele nem e tao mal, ate que e bonitinho, tem 29 anos, mas eu fiquei taaao bodeada, sabe quando vc sente que ta tudo errado? TUDO errado...
Eu chorava de desespero naquele quarto escuro e dormi com a luz acesa. Eu,
que precisava tanto descansar, quase nao dormi. Pensei ate em voltar para o
Brasil.
Acordei decidida a sair de la o mais rapido possivel. Fugir. A pe, de taxi,
de bicicleta, seja la como fosse. Estava uma puta chuva. Ai, do nada, o
cara apareceu no hotel. "Good morning darling how are you?. Puta que pariu.
Good morning o caralho, estou indo para o Main Bazar, onde queria ter ido
ontem. Ele tentando me enrolar de novo, mas fui tao incisiva, instinto e
foda, que ele ate mandou alguem me trazer.
E sim, a Main Bazar existe (O cara falava que nao existia, que era um lugar
horrivel) e uma ruazinha perto da estacao de trem, uma zona, cheia de
gente, colorida, vacas, lojinhas, viajantes, bicicletas, motos, carros,
buzinas, isso e a India. Achei uma guest house muito fofa (Hare Rama
guesthouse), cheia de travellers como eu, internet, bar 24 horas, enfim, me
achei. Na mesa da recepcao eu chorava de felicidade, sentia que o rumo da
minha vida outra vez nas minhas maos. Entrei no quarto e tive um choro
compulsivo de agradecimento.
Nesse momento, a chuva parou e abriu um puta Sol...Mais uma vez meu anjo
foi forte. E como se uma mao gigante tivesse me tirado do abismo.
Agora sim a viagem comeca pra valer.
Enfim, salva.
Pensei muito em vcs nesse tempo e sonhava poder sair daquilo tudo.
Agora tenho todo o tempo do mundo, um sorriso no rosto, uma viagem linda
pela frente e mais uma roubada para a minha colecao.
Mandem noticias.
Beijos fortes e muita saudade,
Dan"
 
Bom, por causa de toda essa confusao, acabei precisando de ajuda e ligando para meu unico contato na India, um dos melhores amigos de um ex-namorado frances. Resiultado? Conheci um dos caras MAIS INCRIVEIS de todos os tempos. Um belo de um anjo da guarda.

Estou em Agra agora, a cidade do Taj Mahal. Arrumei um amigo japones, de Tokio, no trem e uma australiana muito gente boa. Vida louca vida... Mundo inacreditavel.
Cuidem-se e ate breve
Beijos
 


Escrito por Dani Mel às 13h59
[ ] [ envie esta mensagem ]