Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


SOBRE 2005

Comecei o ano na Ilha do Mel
Novos amigos, pés na areia
Solteira e feliz
Fiz propaganda do Mc Donald`s
Um pintor caiu em cima do meu carro
Destruiu o carro e nada aconteceu com o pintor

Pensei seriamente em mudar de profissão
O I Ching achou melhor não
1 mês depois virei repórter do TV Fama
A mais rica e intensa experiência de vida

Engoli sapos
Perdi a voz

Ganhei amigos sensacionais
E amigas pra vida inteira
Entrevistei todas as celebridades meia boca
Conheci pessoas inimagináveis
Entrevistei o Menudo com o Roy
Entrevistei as Paquitas e relembrei meus sonhos
Entrevistei a Paris Hilton na Daslu
Me acabei no show das Frenéticas
Aprendi muito sobre TV
Sobre o que quero e que não quero pra minha vida
Que trabalho não é tudo
Que o maravilhoso mundo de Caras é um circo babaca
Ganhei o carinhoso apelido de Cramunhão

Fui demitida duas vezes
E recontratada logo depois...
Perdi meu celular
Com todos os telefones da agenda
Fui pra Campos de Jordão
Fui pra Gramado no Festival de Cinema

Conheci caras muito bacanas
Acreditei em caras muito babacas
Fiquei sem entender muitas coisas
E aprendi a tocar a vida assim mesmo
Minha sobrinha Clara começou a andar
Minha sobrinha Bruna de 2 anos se encantou com o glóss transparente
Levei cantada de jogador de futebol
Também de cantor de rock and roll
Passei tardes memoráveis tomando vinho

Noites surreais tomando Bayleys
Fiz um festão lá em casa de aniversário
Tomei o maior dos porres
Meu blog bombou e passaram por ali quase 100 mil visitantes
Vi que um monte de gente se identifica com o que eu escrevo

Conheci pessoas incríveis pela internet
Me apaixonei e paguei pra ver
Me encantei com o Teatro Mágico
Acreditei num projeto
Pedi demissão da TV
E nasceu a Radio FX, programa dos sonhos
Voltei pra Kiss FM e pro rock and roll
Reencontrei amigos queridos
Comecei a escrever um livro e parei na metade de novo

Descobri que algumas pessoas passam pelas nossas vidas e ficam para sempre
Que têm coisas que só seus pais fazem por você
E acreditar nos sonhos SEMPRE vale a pena
E apesar de tanta loucura,
Ainda tenho coração de criança, alma de bruxa e sonhos de sereia...

FELIZ 2006 !!!!!

(Casagrande no programa Radio FX, ele é incrível)

 (Côrte, Marcelo, Casa e eu. Emprego dos sonhos...)



Escrito por Dani Mel às 12h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


TRILOGIA SOBRE A ARTE DE DAR (Dani Mel)

(foi publicada na revista VIP em 2002 e circula até hoje por aí assinada pelo Veríssimo...Pra ficar feliz ou puta?)

Gente, como os links aí do lado não estão funcionando, resolvi republicar a trilogia. Foram poesias escritas em diferentes momentos da minha vida, mas todas baseadas em fatos reais... Divirtam-se!!!

AINDA BEM QUE EU NÃO DEI

Ainda bem que eu não dei
Ainda bem que não rolou
Ainda não foi dessa vez
Que teu jogo funcionou
 
Imagina se ontem eu tivesse dado
Acreditado no seu tipo de apaixonado
E hoje você mal falou comigo
Mandou um oi meio de amigo
Como se nada tivesse rolado
Imagina se eu tivesse liberado...
 
Não adiantou seu jeito meloso
Implorando pra eu ir te ver
Teatro de primeira, se achando O gostoso
Crente que eu ia dar pra você
 
E você ia sumir de qualquer jeito, sem motivo
E eu ia achar que o problema era comigo
Que bom que você sumiu antes de se revelar
É ótimo não ficar esperando o telefone tocar
 
Agora, você que fique na vontade
Nem adianta insistir
E quando seus amigos perguntarem
Encara e diz:" Não, não comi"
Ainda bem que eu não dei
Ainda bem que não rolou
Se situa, meu bem
Joga limpo que eu dou
 
AINDA BEM QUE EU DEI
 
Ainda bem que eu dei
Sem fazer tipo, sem fazer jogo
Porque assim é muito mais gostoso
Tava tudo mesmo pegando fogo...
 
Dei querendo dar
Dei sem encanar
Dei sem me preocupar
Se amanhã você vai ligar
 
Pode sumir, pode espalhar, pode desaparecer
Foi mesmo uma delícia dar pra você
E se quiser de novo, fica a vontade
Não tenho medo de saudade
 
Dei na maior fé, na paz
Foi SIM, e não TALVEZ
E se você ainda quiser mais
Pega a senha, entra na fila e espera a vez
 
Ainda bem que eu dei
Tudo lindo, tudo zen
Só uma perguntinha:
Foi bom pra você também?


 
 
QUE MERDA QUE EU DEI
 
Que lixo, que desperdício
Que triste, que meretrício
Que ódio, que papelão
Que merda, que situação...
 
O que parecia ser tão bom
Foi sem cor, sem gosto, sem som
Quero esquecer que aconteceu
Não, acho que não era eu
 
Não sei como eu fui cair na sua
Nesse seu papinho de ir ver a lua
Devia estar a fim de ser enganada
Bêbada, carente, triste, surtada
 
E você se aproveitou desse momento
Fingiu de amigo, solidário no sentimento
Mas no fundo sabia bem o que queria
Como é que eu fui cair nessa baixaria?
 
Chega, vê se me esquece, desaparece
Finge que não me conhece
Foi ruim, ridículo, sem sal
Vazio, patético, foi mal
 
Que merda que eu dei
Já esqueci, apaguei
Tchau, querido, tenho mais o que fazer
Melhor comer sorvete na frente da TV...

 

 



Escrito por Dani Mel às 11h24
[ ] [ envie esta mensagem ]