Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


É tão bom...

Qual o seu maior sonho hoje em dia?
E há 15 anos?
O meu era ser paquita da Xuxa. Aos dezesseis anos, era o que eu mais queria. Acho que nove entre dez meninas da minha geração tinham esse sonho, mesmo que não assumido. Aí veio o concurso da paquita paulista. Eram 7 meninas e iam escolher mais uma. Mandei foto, preenchi ficha e esperei. Tudo meio escondido, meus pais não gostavam muito da idéia da filha entrar no tal do mundo artístico. Fui passando pelas etapas, até  chegar na final, onde estavam apenas 5 garotas. E seria  no dia 16 de janeiro. Meus pais tinham marcado aquelas viagens de família de fim de ano para o dia 12. Não teve jeito de bater o pé. Eu tive que viajar e largar o sonho. Que vi escorrer entre meus dedos, ir embora com o vento... Fui fazer faculdade de publicidade. Alguns anos depois encontrei por acaso a Cida, uma das organizadoras do concurso, e ouvi dela o seguite: "Se vc tivesse ficado, teria ganhado, a Marlene e a Xuxa tinham te adorado. Não culpe seus pais, mas acho que vc deveria saber". Sei que no fundo meus pais fizeram isso pelo meu bem. Eles acham que o mundo artístico não vale nada e eu poderia me machucar feio, ter muitas ilusões. Mas eu precisava pagar pra ver. Ninguém  ensina nada assim, tentando poupar o outro. A gente tem que ir lá ver. Eu queria ter ido lá ver.

Esses dias, na TV, uma surpresa: 15 anos depois, fui entrevistar as Paquitas, 4 das 8 originais, que se juntaram para fazer shows, por causa de todo esse revival Trash. A entrevista foi ótima. Na verdade, surreal pra mim. Minha postura tinha que ser de repórter, mas eu não consegui deixar de pensar: COMO TERIA SIDO? SERÁ QUE ERA PRA EU ESTAR ALI?
E fiquei pensando esses dias nisso: o que poderia ter acontecido se a minha escolha fosse diferente? Se o caminho tivesse sido outro? Na vida a gente vive fazendo escolhas. OK, se eu tivesse sido paquita, teria realizado um sonho lindo, mas quem disse que ele não desmoronaria depois? Se eu tivesse sido paquita, não teria ido buscar a minha verdade e ensinado música numa creche por quase 10 anos. E não teria gravado o disco "O Sonho da Sereia" com as crianças, que é meu maior orgulho. Não teria feito à pé o Caminho de Santiago de Compostela para refletir sobre a vida, nem passado dois meses sem grana em Fernando de Noronha. Onde descobri amigos incríveis, meu dom para escrever, paixões inesquecíveis e o lugar mais lindo do mundo.
Se eu tivesse sido paquita, talvez não tivesse virado repórter, apresentadora, muito menos locutora de rádio. Da Kiss FM, definitivamente a melhor rádio de São Paulo, onde aprendi tudo de música e de rock and roll. E tive o privilégio de ter amigos que levo comigo até hoje e não apenas colegas de trabalho. Não teria vivido o que vivi, me transformado no que sou hoje, carregado a bagagem que carrego. De experiências, viagens, frustrações, tombos, e realizações.

As meninas, paquitas que estavam no show, estavam curtindo essa brecha, esse revival,  ganhando aplausos e sorrisos, migalhas do glamour que se perdeu quando cresceram. E tiveram que buscar equilíbrio para se estruturar quando tudo acabou. E deve ter sido difícil. Algumas viveram aquilo e saíram porque quiseram,  entenderam que aquela fase passou, como a Letícia Spiller, que virou atriz de sucesso, e a Tati (Tatiana Maranhão), querida amiga, que se orgulha do que viveu, mas hoje tem outros valores, um filho lindo e não mais essa quase obsessão pelo sucesso. O que passou, passou. Eu não tenho a menor idéia de onde eu estaria. Teria virado atriz? Casado com algum diretor global? Engordado 1000 quilos e entrado em depressão por não aceitar que aquilo acabou? Me desiludido com a TV e virado dona de casa feliz e com filhos? Ou fazendo um show com outras ex -paquitas numa boate Trash 80`s em São Paulo numa noite de sexta feira?

Você realizou seu sonho de 15 anos atrás? Acha que fez as escolhas certas? Sua vida tomou o rumo que você imaginava?
E se tivesse realizado e não fosse nada daquilo?
Meu sonho hoje em dia? Era ser repórter, mas o maravilhoso "mundo de Caras" está perdendo a graça, a magia. Precisamos passar pelas coisas para aprender, para saber se é isso mesmo o que queremos de verdade. Hoje eu quero paz, sossego, sorrisos, gentileza, amor, verdade e viver bem fazendo o que realmente gosto. Não sei o que nem aonde, mas o grande barato da vida é esse: DESCOBRIR.
Beijos a todos e boa semana!


(Tati, na época Paquitita, querida amiga hoje)

(eu, Letícia Spiller e Monicão, repórter da TV muuuuito brother, no Festival de Gramado. Ela também queria ser paquita...)

Quase lá...



Escrito por Dani Mel às 22h44
[ ] [ envie esta mensagem ]