Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


TOCAR O SONHO...

Esses dias, um amigo meu da TV veio conversar comigo e me contou que estava bem triste, quase deprimido. Dramas a parte, o que  aconteceu foi o seguinte: ele estava bem afim de uma garota da TV, ela dando bola. Ele  mandando mensagens com poesias por telefone, ela  alimentando, curtindo. Até que no fim de semana, ele resolveu investir pesado. Convidou a bela para jantar, ela foi. Aí ele se declarou. E ela pulou fora. Veio com um papinho que tinha namorado e saiu andando. Como diz ele, ela entrou com o pé, ele com a bunda.
Justo ele, o baladeiro, festeiro, que jurou que ia largar tudo por ela, que por ela tudo valeria a pena...Ele ficou arrasado, mal, falou que ia tomar todas. E ficou me perguntando por que isso tinha que acontecer justo com ela, quando ele se apaixonou . Eu não tenho a resposta, mas fiquei aqui pensando. Ela nem deu a chance dele experimentar um beijo, sentir o gosto, o cheiro, ver o sorriso bem de perto, tocar a pele...
E se tivesse acontecido? E se tivesse rolado exatamente como ele imaginou? E se tivesse sido mágico?
E se ela sumisse logo depois? Sem dar a menor satisfação?
Sim, poderia também ter sido uma merda, aí seria bem mais fácil esquecer.
Mas vamos supor que tenha sido bom. Muito bom.
O que pode doer mais? Não saber nunca como poderia ter sido ou quase tocar o sonho, ver que tudo pode ser real, e de repente ele desaparecer?
(Sim, há uma terceira hipótese, de ela se apaixonar loucamente e terminar com o namorado para ficar com ele. Como isso é raro, mas não impossível, prefiro ter os pés no chão.)
A sensação de quase tocar o sonho é incrível, mas é preciso saber lidar com ela. Em primeiro , é praticamente impossível não criar expectativas e fantasiar um monte de histórias (ainda mais se você for mulher). Impossível não ficar lembrando cada detalhe e impossível impedir que os flashes voltem a sua cabeça toda hora.
É preciso ter estrutura para tocar a vida e não enlouquecer de tanto pensar. É preciso ter bons amigos que te escutem e te dêem explicações (quaisquer que sejam elas) de porque ele / ela não ligou. Medo de se envolver ou simplesmente por que não estava afim? É preciso ter noção para não ser mala e ficar ligando toda hora. Estrutura para não se machucar feio porque ninguém te prometeu nada. E respeito a você mesmo antes de tudo.
Falei tudo isso porque acho que está cada vez mais difícil as pessoas se envolverem de verdade. Se entregarem sem medo. Seguir a intuição, o coração, o sorriso, a alma, a verdade.
Pra gente pensar que sempre vale a pena tentar um caminho que pode nos levar a uma coisa cada vez mais rara hoje em dia: AMOR.
Que pode dar certo ou não, mas a gente tem que tentar. E se por acaso não rolou, era porque não era para ser, bola pra frente. Mas se por acaso rolou, acendeu uma luz, vá em frente, lute pelo que você acredita. Se você tocou seu sonho, seus olhos brilharam e seu coração bateu mais forte, não fuja. Siga. Ouse. Viva. Sinta. Sem medo. Isso faz a vida valer a pena e ficar muito mais colorida. E é um dos sentimentos mais bonitos que existem.
Beijos

 

 



Escrito por Dani Mel às 23h09
[ ] [ envie esta mensagem ]