Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


PARTE 1 - NÃO PROVOQUE, É COR DE ROSA SHOCK!

Salve meus queridos e queridas,

Dêem uma olhada nessa foto... Belo disfarce, hein? Amei! Se eu pudesse ser uma super heroína, fora a She-ra e a Mulher Maravilha, seria assim. Detalhe para o pirulito!

Isso foi no estande da Barbie no “Pret a Porter”, um evento de moda aqui em São Paulo, onde fui ontem  cobrir alguns desfiles para a  TV e entrevistar o Paulo Vilhena, que, aliás, foi um fofo.

 

Bom, fora a correria, tenho mais algumas fotos. Aliás, mulherada, fala se eu não estou bem na fita... Tem o Rogério Flausino, do Jota Quest, que fez um showzaço em Campos de Jordão e, literalmente, levantou a galera naquele frio. O cara é fofo, simpático e é músico... Eu tenho um problema com músicos. Não é um problema exatamente, está mais pra solução. Caras músicos me encantam. Que cantem ou toquem qualquer instrumento. A poesia, o magnetismo, a sensibilidade. Não sei exatamente o que é, mas gosto. E muito. Enfim, foi beeeem legal. E profissional, por favor. O flerte cada um guarda para si.

 

Tem também o Olivier Anquier, uma simpatia, lindo lindo, cozinha que é uma beleza e é casado com a Déborah Bloch. Uma simpatia, mas ainda prefiro músicos a cozinheiros.

Pra finalizar bonito, tem o Luciano Szafir, que não é músico, muito menos cozinheiro. Mas é incrível. Meio ator, meio modelo, meio empresário. Eu sei que tem um monte de gente que acha ele tosco. Eu adoro e ponto. Ele é extremamente gentil, muito muito bonito, grande e bem humorado.  Precisa mais? Lógico que não. Nem precisa ser músico... Mas ele namora a Xuxa. E ponto. Eu não sei vocês, mas eu adoro a Xuxa e queria ser paquita. Por isso ela tem todo o meu respeito.

Só não entendo essa filha deles tããão chatinha. Tão sem carisma, sem astral. Que é que foi ela cantando com a mãe “Lua de Cristal” no Criança Esperança? Estragaram a música. Custava ela sorrir um pouco? Fazer cara de boa vontade e menos mimada? Menos "quero minha mãe só pra mim" e "que saco estar aqui" ?Enfim, não a conheço pessoalmente para falar, mas é a impressão que eu tenho. Eu e as moças do cabeleleiro e da manicure.

 

 



Escrito por Dani Mel às 01h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


PARTE 2 - NÃO PROVOQUE, É COR DE ROSA SHOCK!!!

Ah, um assunto meio nada a ver, mas que eu vi no último Domingo e fiquei indignada. Que é que foi o Faustão falando a seguinte frase: " Faça sua doação para o Criança Esperança, ligue agora para nosso telefone, mesmo que você tenha só um pouco de dinheiro, ao invés de comprar presente para o seu pai, doe  para o Criança Esperança, tenho certeza que ele vai entender a sua boa ação..."
Gente, como assim? "Pai, sabe o que é? Eu não te comprei presente porque resolvi doar o dinheiro para o Criança Esperança..." Helloooooouuu. Será que ele enlouqueceu? A TV ser mais importante do que sua família? Acorda Faustão. Depois não sabem porque a gente assiste o Pânico...Eu sou completamente a favor das boas ações, tá? Mas tudo tem limite.

Enfim,  mais uma vez obrigada pelas visitas, pelos comentários, pela troca, sempre tão rica, e pela força. Um beijo enorme e que a força esteja com vocês!
Ah, eu queria casar com o Luke Skywalker, e olha que ele nem era músico...Mas era um JEDI. Pode?                                 

 



Escrito por Dani Mel às 01h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


RENATO CHAUÍ

FOTOS: RENATO CHAUÍ

Ele amava essas fotos. São algumas das mais visualizadas desse blog. E foram tiradas pelo único homem que me viu nua e não quis me comer. Nunca. Um dos maiores amigos. Uma alma iluminada. De paixão e sede de viver. Que cabia num coração que pulsava alegria, gentileza, amor e sorriso. Único.

 

Esses dias fez um ano que Renato Chauí se foi. Nesse caso, o tempo não foi o melhor remédio. Parece que tudo foi ontem. Que ainda vejo seu sorriso lindo e ouço sua risada contagiante. Que ainda o vejo no chão, de calça de moletom cinza e sem camisa, desacreditando que ele pulou do sétimo andar do prédio dos seus pais. Que era também o prédio dos meus pais. E por acaso, nesse dia, eu estava lá. E vi tudo. Senti tudo, e sinto até hoje. Bombeiros, polícia, família em desespero, eu em estado de choque. “É mentira”, era só o que eu conseguia falar...

 Praticamente crescemos juntos, no mesmo prédio, sem muito contato. Entramos na mesma faculdade, a ESPM, ele sempre me dando carona. E as conversas rolavam, a amizade se fortalecia, e viramos grandes amigos. Não amigos de falar todos os dias. Mas amigos que ficavam verdadeiramente felizes quando se encontravam. Sabe aquele abraço? Forte, de energia, de como é bom te ver, simplesmente te ver ? Era assim. Sempre foi assim. Ele virou um puta fotógrafo, o melhor deles. Lembro  cada capa da “Vejinha” que ele fazia, de close de bichos, ou da noite paulistana, e eu sempre ficava orgulhosa. Muitas vezes em silêncio. Via a revista, olhava o crédito da foto, via que era dele, e ficava mais feliz. Sorria em silêncio. Nunca telefonava na hora. Sabia que um dia a gente ia se encontrar na portaria do prédio dos nossos pais, ou em um de nossos aniversários e eu ia falar sobre todas as fotos . Depois ele foi trabalhar na revista “Quem”. Justo ele, o cara cool, trabalhando numa revista de celebridades. E se deu muito bem. Tinha um olhar diferente e colorido para tudo. Estava sempre feliz. Começou a fazer tai chi chuan, foi morar sozinho e se entendeu com a família (éramos os dois filhos do meio, ovelhinhas negras na família, aqueles que escolheram caminhos diferentes...). Quando parecia estar numa ótima fase, em equilíbrio, se foi, bem ao seu estilo, como um cometa, um raio de luz. Eu ainda tenho a impressão que a qualquer momento ele vai aparecer, dizer “baby!!!!”, começar a bater palmas enquanto fala, me contar sua mais nova paixão, suas viagens, seus projetos. O telefone dele ainda está gravado no meu celular. E ficará, para sempre.

Parece que a ficha não caiu. E não sei se um dia vai cair.

 

 Eu ainda tenho muita saudade. Uma saudade que rasga o peito. Que enche meus olhos d` água e meu coração de luz. Que me faz sempre ver tudo por um outro ângulo, como ele faria, mais bonito, mais estranho, mais colorido, diferente. Às vezes, paro, olho pro céu, respiro, sorrio, choro e continuo. E minha respiração me faz forte e cada vez mais viva. Porque tem alguém ali, sorrindo de volta. Onde quer que você esteja, Rê, fazendo seja lá o que for, eu sei que você vai ler. All my love, baby, Dan.



Escrito por Dani Mel às 01h56
[ ] [ envie esta mensagem ]