Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


TUDO POR ELA

Quero falar de uma pessoa muito importante pra mim. Talvez a mais importante. Alguém que sempre acreditou nos meus sonhos, nas minhas loucuras e viagens, já me viu muito bem e muito mal. Alguém que de olhar pra mim, já sabe o que estou sentindo.
Alguém que já me odiou um dia, brigou muito comigo e deixou meu pai muito bravo por isso. Falo da minha irmã. Muitas pessoas têm irmãs e irmãos, mas tenho a sorte de ter uma pessoa que, se pudesse escolher entre as 6 bilhões que existem no mundo, seria ela, igualzinha, com sua indecisão(como eu), seus olhos azuis, seu jeito desastrado, sua necessidade de estar sempre fazendo coisas  e seu talento para fazer bijoux. E sempre querendo me ajudar, às vezes sofrer no meu lugar. A útlima dela foi, pra me tentar tirar de um perrengue de grana, inventar um cargo de assessora de imprensa no atelier de bijoux dela, "Santa Vaidade",sendo que eu nunca fiz isso na vida. Com salário e tudo. Pra me ajudar. Até pensei em levar a sério, mas não faria sentido. Eu não tinha condições de prometer que ia conseguir divulgar a marca tanto quanto ela gostaria. E, se conseguisse, não faria por grana. Nunca. Com ela não. Faria pra deixar ela feliz. Sempre.

Eis que semana passada meu amigo Ivan, que trabalha na revista "Época" me ligou pra perguntar se eu conhecia alguém devoto de algum santo, mas que não fosse religioso. Pensei, pensei e falei, "minha irmã tem um ateliê de bijoux no Rio e vende  escapulários lindos de vários santos, e é judia, por que vc não fala com ela? Anota o telefone ...". Ele falou,  entrevistou, adorou, mandou fotógrafo e aí está ela, linda, nas páginas revista Época dessa semana, falando de seus escapulários e suas bijoux. A sensação que tive foi como se fosse eu na revista. Fiquei tão feliz, mas tão feliz por ela, por ter ajudado dessa maneira e  vê-la tão bem,  radiante, que comecei a pensar no que sinto em relação à ela. E resolvi escrever. Ela nem  imagina que estou escrevendo, e com certeza vai chorar, que eu sei.

Esses dias falei que ela era a pessoa que eu mais confio na vida e ela ficou emocionada.
Esses dias quando o "Superpop" foi ao ar (foi gravado, não ao vivo), ela me ligava a cada 10 minutos pra dizer o que tava achando, se estava gostando , se eu estava indo bem.
Esse tipo de relação com irmãs é um dos presentes mais lindos da vida. Tenho algumas amigas que também são assim com suas irmãs.  É mais forte e profundo que amiga, mais na lata, mais intenso, mais cúmplice. Não existe vergonha, pudores ou medo. Você sabe que, se der alguma merda, por maior que seja, ela vai estar lá.

Eu nunca fui a queridinha da mamãe, ela sim. Fui sempre meio errada, estranha, filha do meio (temos um irmão mais novo), ovelha negra, que largava tudo e ia viajar, queria ser artista. Ela, a irmã mais velha, estava sempre certa, fosse o que fosse, mesmo que ela também quisesse viajar e ser artista. Até hoje ainda é um pouco assim. E, o que seria motivo para a gente se distanciar e brigar, por ciúmes, fez ficarmos cada dia mais próximas, cúmplices e amigas. A vida nos fez diferentes. As porradas me fizeram forte, brava, desconfiada. Ela é mais frágil, ingênua, desligada. Eu, bagunceira, meio brega,  sempre de rímel e glóss. Ela consumista, chique, clean, fashion, raramente de batom. Ela, a irmã rica, sempre pagando as contas. Eu, a irmã dura, nunca sabendo se vou ter grana no fim do mês.
Eu, solteira, meio "Sex and the City". Ela, bem casada, com uma filha linda. E a gente vive querendo trocar de lugar, querendo viver a vida da outra... Eu, querendo estabilidade. Ela, querendo mais aventura. Lógico que a gente também briga. Mas esclarece, resolve.
Pra ela não preciso mentir que está tudo bem. Nem provar que tenho talento. Ela sabe. Ela acredita.
A intimidade que existe entre irmãs é inacreditável. A franqueza também. E a vontade de ver a outra feliz é um dos sentimentos mais bonitos que eu já tive, e tenho. Tenho orgulho dele. E dela.
Sansan, você tá LINDA na revista!!! SUCESSOOOOO!!!
Queria agradecer o privilégio de ter você sempre perto Blezinha, aconteça o que acontecer. Te amo. Muito. Sempre.
Dan

 

 

 



Escrito por Dani Mel às 19h34
[ ] [ envie esta mensagem ]