Histórico:

- 23/09/2012 a 29/09/2012
- 19/08/2012 a 25/08/2012
- 12/08/2012 a 18/08/2012
- 08/07/2012 a 14/07/2012
- 25/03/2012 a 31/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 15/01/2012 a 21/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 04/12/2011 a 10/12/2011
- 06/11/2011 a 12/11/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 09/10/2011 a 15/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 12/12/2004 a 18/12/2004



Textos e Poesias:

- Perfil
- Trilogia sobre a arte de dar
- Queria ter dado, mas tenho namorado
- Queria ter dado, mas ele era casado
- Mulher Alface / Mulher Rúcula / Mulher Quiabo
- Sobre 2004...
- Bon Jovi
- Bono Vox
- Sílvio Santos - Antológica
- A mãe do Spielberg
- Plantão na porta do Jassa
- Homem Satélite / Homem Mosca / Homem PF
- Anorexia
- Cor de carne ou cor de carmim?
- Tudo por ela
- Desabafo
- Ainda bem que eu não dei... mesmo!
- Manual de etiqueta para sexo casual
- Obrigada
- Quase...
- Renato Chauí
- Não Provoque, é cor de rosa shock
- Tocar o sonho...
- É tão bom... Paquitas forever
- Manifesto
- O importante é que emoções eu vivi
- Sobre 2005
- Eu sigo ímpar
- I Still Haven't Found What I'm Looking For
- Ah, Noronha!
- Rádio FX
- Querido Brad
- QUE MERDA QUE EU DEI...
- FACA
- MULHER ALFACE - CLIPE TOSCO



Indique esse Blog


Contador:


DESABAFO

Pesado, mas verdadeiro. Escrito com a alma.

 

Quando me propús a fazer o blog, decidi não expor minha vida pessoal. Mas como tem algo me incomodando muito ultimamente, resolvi falar. Não sei o que acontece com os homens, nem o querem de mim. Se você for um deles, talvez possa me ajudar. Se for mulher, me diga se isso é geral ou só comigo. Tenho atraído muitos caras errados, enrolados, casados, sem noção, inseguros, problemáticos, enfim, que não deixam muito clara a sua intenção, ou, falando na lata, não fodem nem saem de cima.

 

Tenho a impressão que, de alguma maneira eles alimentam uma história irreal comigo para sua vida ter mais emoção. Só que eu não quero ser pedaço de ninguém. Quero ser inteira. Ser simpática e tratar bem é bem diferente de dar corda. Os caras se iludem sozinhos e passam a acreditar que é recíproco. Socorro. Não podem ver uma mulher interessante sem dar em cima, para, de alguma maneira, se sentirem mais machos, marcar território.

Eu adoraria dar um fora em todos eles simplesmente dizendo que eu tenho um namorado e sou apaixonada por ele, o que, infelizmente, não é verdade. Não procuro um namorado. Mas são tantos os caras me enchendo o saco, tirando energia, enrolados, mal resolvidos, egoístas, pensando só na sua possível aventurinha cool com a loira gostosa, como se eu fosse a válvula de escape, que resolvi pensar no caso.

 

Aprendi desde cedo a viver bem sozinha. Fui pra Amazônia sozinha de mochila com 20 anos. Pra Noronha idem,  sozinha e sem grana, 1 ano depois. Foram as melhores viagens da minha vida. Viajar só é a melhor maneira de conhecer as pessoas e a si mesmo. Adoro ir ao cinema sozinha. Entrar num restaurante com um livro e pedir um sorvete. Chegar em casa cansada e tomar um Baileys com gelo. Estar com meus amigos que eu amo. Não quero bancar a feminista-ultra-moderna-independente. É lógico que eu adoraria ter companhia para todas essas coisas, mas não vou deixar de fazê-las se ela não existe. É lógico que eu quero encontrar um cara legal, pra dar risada, ver filme, chorar junto, dividir alegrias, sonhos, sexo e, acima de tudo, amor. Amor pra poder acordar descabelada ou ficar triste. Não ter a obrigação de ser linda, feliz e gostosa sempre. Poder ser eu mesma. Com meus medos, meus problemas, meus sonhos, manias e encanações. Mulher, menina. E não deusa, musa.

Não quero homem pra ficar tirando casquinha de mim e também não sou troféu. Só quero um cara legal, normal, simples, livre, que saiba o que quer e não suma no dia seguinte. Mesmo que o que ele queira seja só sexo. De repente posso até querer também. Ou não. Mas que ele deixe isso claro. Caras que ficam enrolando não estão com nada. E se você é casado ou tem namorada, vá ser feliz com ela, me deixe em paz. É muito cômodo, feio e egoísta você querer se divertir comigo sabendo que existe outra pessoa na história. Sacanagem comigo e com ela. Não rola. Ou, seja meu amigo, de verdade. Não com a intenção de me comer um dia. Amigos são sempre bem-vindos.

 

Não quero migalhas. Quero um homem. Que banque a história. Não em termos de grana.

Em termos de segurar a onda, saber o que quer da vida, e, acima de tudo, me respeite como pessoa. Será que é pedir muito?

Não estou dizendo que todos os caras são canalhas e que todas as mulheres são santas.

Esse é apenas o meu ponto de vista. Apenas um desabafo. 

E não venham querer me apresentar pessoas, pelo amor de Deus. Essas coisas têm que acontecer naturalmente, quando a gente menos espera. Um beijo.



Escrito por Dani Mel às 02h40
[ ] [ envie esta mensagem ]